XVIII Seminário Nacional dos Bombeiros

Página Inicial

Notícias


24/11/2018 Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático 2018 tem recorde de inscritos e ocorre durante o XVIII SENABOM; Paraná é tetracampeão

Texto: Assessoria de Imprensa PMPR

Mais de 410 bombeiros guarda-vidas participaram da 18ª edição do Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático, em Foz do Iguaçu, que faz parte da programação do XVIII SENABOM 2018 – promovido pelo Corpo de Bombeiros paranaense – entre quinta-feira (22/11) e sexta-feira (23/11), com provas de revezamento em piscina e no Lago de Itaipu, para exercitar modalidades de resgate em meio líquido. O torneio também foi organizado pelo Corpo de Bombeiros do Paraná, que se sagrou tetracampeão na competição.

Segundo o Coordenador da prova, major Rafael Lorenzetto, 16 estados brasileiros enviaram atletas ao Paraná, além de delegações da Força Aérea Brasileira (FAB) e da Marinha do Brasil. “É uma competição a nível nacional, é a 18ª edição do campeonato brasileiro de salvamento aquático, e o principal objetivo é reunir todos os bombeiros, guarda-vidas, civis ou militares, e atletas de forças armadas, para divulgar o salvamento aquático e intensificar a prevenção, para que possamos reduzir o número de afogamentos no Brasil”, detalhou.

O campeonato foi iniciado na quinta-feira (22/11) com a prova de revezamento em piscinas (4x25m e 4x50m) no Complexo Esportivo Costa e Cavalcanti, em Foz do Iguaçu. Cada atleta deu o melhor de si para alcançar a melhor marca e levar a sua equipe às primeiras colocações. As provas ocorreram desde as 8 horas até 18 horas.

Na sexta-feira (23/11) houve provas de aquathlon (provas de corrida e natação), salvamento com tubo de resgate, salvamento com pranchão e corrida à nadadeira. Os exercícios foram no Iate Clube Lago de Itaipu. As equipes vibravam a cada vitória de seus companheiros e também davam apoio aos que perdiam, demonstrando ética esportiva e integração.

Após dois dias de extensas atividades, na categoria Geral, a equipe do Corpo de Bombeiros do Paraná, com 2.492 pontos obtidos, conquistou o tetracampeonato, à frente do Rio de Janeiro, com 2.275 pontos, de São Paulo, com 1.393, e de Santa Catarina, com 1.373 pontos obtidos. Já na categoria Open, formada pelos integrantes das Forças Armadas, equipes nacionais e de outras instituições, a primeira colocação ficou com a equipe da Marinha A, com 491 pontos, o segundo lugar com a equipe Open Paraná A, com 231 pontos, em terceiro a Bahia Open, com 204 pontos, e em quarto lugar a Open Rio de Janeiro, com 189 pontos.

Independente dos que conquistaram o pódio, quem ganha é a população com militares e profissionais mais habilidosos e treinados para efetuar o resgate quando for necessário. “Competições como essa fazem com que todos os bombeiros adotem uma padronização, por meio de técnicas, ações e uso de equipamentos, e isso só fortalece a prevenção a nível nacional”, completa o major Lorenzetto.